sábado, 20 de dezembro de 2014

Não, eu não sou o tipo de menina que você conhece. Eu não sou super segura, e cheia de mim. Não sou simpática e não forço relações. Se eu gostei de você e você gostou de mim, ótimo. Se gostei de você e não foi reciproco, a vida segue. Não sou aquele tipo de garota que tem falsa modéstia, mas não sei receber elogios. O mais importante pra mim é o meu interior. Eu não tenho paciência, mas não sou encrenqueira. Geralmente quando estou com raiva me isolo pra não falar besteira e magoar alguém ou a mim mesma. Eu sou o tipo de garota que aprendeu com as surras da vida que felicidade não se grita, que amor não precisa de platéia, e que é melhor ser você mesmo, do que interpretar um personagem pra agradar os outros. Não sou o tipo de garota decidida, cheia de atitudes, mas tenho meus momentos de coragens absurdas. Não sou carismática, mas tenho uma dose de educação que excede limites. Sou o tipo de garota que idealiza tudo, que gosta de planejamentos. Não tenho amigos por quantidade, e sou um tanto seletiva demais quando se trata de relacionamentos. Talvez seja por isso que estou só. Gosto da solidão quando ela é uma opção. Sou do tipo que o dia perfeito se resume em: frio, cama, chocolate quente e uma comédia romântica. Vivo entre livros, e tenho tantas prioridades que meu coração tem varias coisas em "primeiro lugar". Não sou a garota que troca de amor a cada semana, mas sou a garota que acha que o beijo é sim uma coisa pra acontecer entre pessoas que se gostam, não apenas que se desejam. Acredito demais na bondade das pessoas, sempre acabo deixando prevalecer o lado bom e com isso vivo tendo decepções. Sou um tanto egoísta, um tanto insuportável, meio irônica, meio intolerante. Nunca puxo assunto, nunca vou atrás, e sou orgulhosa. Estou longe de ser a mulher certinha, e mais longe ainda de ser a gostosona das baladas. Sou imperfeita, cheia de defeitos, neuras, traumas e cicatrizes e me amo assim, e as vezes me detesto também. Não obrigo ninguém a ficar, mas já aviso pra quem fica, que eu não mudo por ninguém.


Nenhum comentário:

Postar um comentário