quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Era mais um sábado comum pra quase toda a população mundial, menos pra eles dois. Aquele 19 de julho na vida deles faria toda a diferença para um futuro próximo.
Ela estava em sua suite particular, vestindo seu vestido dos sonhos enquanto jogava conversa fora com a melhor amiga e também dama de honra. Faltava alguns minutos para se encontrar com quem ela acreditava ser a pessoa certa.
Após descer uma longa escadaria com ajuda de algumas pessoas, o grande momento chegou. As portas do salão se abriram e lá, a alguns passos, ele estava parado, sorrindo. Ela respirou fundo, tentou conter a emoção e começou a caminhar lentamente em direção ao futuro.
A cerimonia foi linda. Era um sonho realizado, não só para os noivos, mas também para os familiares e amigos. Porém eles mal sabiam que depois da tradicional valsa dos noivos as coisas tomariam outro rumo.
O celular dele tocou, e no visor um número familiar pra ele. Ela notando sua expressão surpresa olhou para o celular que ele ainda segurava e também se surpreendeu.
- Atende. - ela disse em voz baixa.
Ele não pensou duas vezes e atendeu. Do outro lado uma voz rouca desabafava em lágrimas.
- Estou indo. - ele respondeu e desligou.
- O que houve? - sua recente esposa questionou.
- Ela precisa de mim, e eu preciso de você! - ele disse.
- Então vamos! - ela falou decidida.
Os dois se despediram dos convidados fazendo-os acreditar que já estava a caminho da esperada viagem. Entraram no carro em silencio e permaneceram assim até estarem em frente uma casa nada familiar pra ela. 
Ele abriu o portão sem avisar ninguém, ela entrou e ele a levou para dentro da casa aparentemente vazia. Caminharam até um quarto de porta fechada. Ele bateu e abriu em seguida. 
Havia uma mulher na cama aos prantos. Ela olhou para ele e sorriu, porém ao ver que ele estava de mãos dadas com a esposa desfez o sorriso.
- Não sabia que traria companhia. - a mulher disse.
- Nós somos um só agora. - ele respondeu entrando no quarto.
- Espero que ela esteja preparar pra me ouvir.
- Eu sempre estou. - a jovem noiva respondeu - Diga logo o que quer, não sei se percebeu, mas saímos de uma festa importante. - disse ela passando a mão pelo vestido branco.
- Apesar de estar atrasada... Eu preciso dizer que eu te amo! - a mulher disse olhando pra ele - Você é o amor da minha vida e eu nunca me dei conta disso até hoje. Não pode ficar com ela! Eu preciso de você. Nós fomos feitos um para o outro. Você sabe disso assim como eu.
Ele se sentou em choque. Sua esposa revirou os olhos e encarou a mulher. Essa por sua vez abaixou a cabeça e voltou a chorar. Tudo o que havia acabado de dizer não era mentira, mas ela sabia que de alguma forma sua tentativa de voltar atrás era falha.
- Eu preciso de você! - ela repetiu - Você é o amor da minha vida!
Ele permaneceu sem reação nenhuma, apenas encarava o chão.
- Se me permite... Todos nós temos uma pessoa que reconhecemos como o amor de nossas vidas. Porém, esse alguém muitas vezes vai embora e outra pessoa o encontra. O amor de nossas vidas nem sempre será a pessoa com quem viveremos para sempre. - a noiva disse com calma.
Todos permaneceram em silencio e ela prosseguiu:
- Eu não vou te obrigar a tomar uma decisão agora! - se abaixando em frente ao marido - Mas precisa se decidir... Eu estarei te esperando no aeroporto caso me escolha.
Ela beijou sua fase e se levantou. Ergueu a cabeça, passou as mãos pelo vestido e saiu do quarto sabendo que ele já havia feito sua escolha, e ela não era ela. 






Nenhum comentário:

Postar um comentário