domingo, 2 de fevereiro de 2014

A gente pensa que chegou no fim da linha e quando se dá conta só está no começo do caminho. A gente cai, se machuca, chora e quando a dor passa você acaba rindo do próprio tombo. A vida é isso. Idas e vindas, voltas e reviravoltas. Algumas coisas voltam, outras vão embora para sempre.
As vezes a gente se arrepende e outra simplesmente deixamos de mão por orgulho ou por não achar que vale a pena. A gente deixa de viver algumas coisas, e quando percebe que está errando feio tenta consertar tudo. Se a gente for pensar bem, somos engenheiros dos muros das nossas vidas, e cabe a nós mesmos e somente a nós fazer uma construção segura. Claro que no meio dessas construção a gente acaba cansando e fazendo tudo errado, ai o muro desmorona e lá vamos nós reconstruir tudo de novo.
Pois bem, acabei de reconstruir o meu e olhando bem para a construção está longe de ser perfeita, mas está segura. Foi preciso me desfazer de muitos entulhos, e carreguei todo o peso deles sozinha, mas todo trabalho no final é recompensado, seja ele bom o ruim. A diferença é que se ele for bom a recompensa será boa, caso contrario aceite as consequências.
Vivemos numa montanha russa, hora lá em cima, hora lá em baixo. Cabe a nós levantar a cabeça e seguir em frente, ou nos esconder dos problemas.
Eu escolhi seguir em frente, e você?




- Engenheiros, Karyne Santiago.

Nenhum comentário:

Postar um comentário