terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Alguns momentos da vida me inspiram, e neste exato momento estou passando por um momento assim. Então preciso por pra fora toda essa mistura de letras dentro de mim. 
Ontem ao olhar de perto um por do sol digno dos filmes de Hollywood eu refleti sobre a minha vida, meus medos, meus desejos... E posso até lhes dizer que vi por um momento a felicidade de perto e aprendi o sentindo da palavra "viver". 
Não é sempre que podemos sentar na areia fofinha da praia e observar as ondas quebrando diante de ti, não é todo dia que o sol vai lhes dizer tchau de uma forma tão linda e apaixonante, e não é sempre que as estrelas lhes dirão o quão bom é estar VIVO. 
As tempestades acontecem, às vezes demoram, as vezes te dão medo e até te fazem desistir de "ficar um pouco mais"... O tempo fecha e nós instantaneamente desanimamos, arrumamos as malas e desistimos do que futuro sem pensar duas vezes. Pode ser que no dia seguinte quando o tempo abrir você se arrependa, mas e se não der tempo do arrependimento? 
Eu sempre reclamei dos acontecimentos e desisti de tudo na metade do caminho. Sou de lua e pode ser que amanha eu desista de tudo que estou dizendo agora, desista de mim, e da vida... Mas no momento que eu tirar um tempo pra pensar eu vou olhar pra trás e lembrar da felicidade que vi de perto e que senti com aquele por do sol, vou lembrar que por mais forte e impiedosa que seja a tempestade uma hora o sol volta e ai vou respirar fundo, e pensar que por mais que algumas coisas doam, eu estou VIVA e desistir não pode mais ser uma escolha pra mim.

- K.S. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário