segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Nossa vida está numa constante mudança. Confesso que odeio este fato, mas infelizmente é uma coisa que não se controla.
Um dia estamos bem, no outro nem tanto. Em algum momento nossas vidas estarão ótimas e em outras você vai desejar pela morte mais que qualquer outra pessoa no mundo. As vezes estamos felizes e as vezes desacreditamos da felicidade. Tem dia em que acordamos amando tal pessoa, desejando um futuro ao lado dela e de repente tudo aquilo foi embora como se nunca tivesse acontecido. Tais mudanças começam pela tal da bipolaridade humana. Venhamos e convenhamos que todo ser humano é um tanto bipolar, não precisamos de psicólogos para nos diagnosticar, já nascemos com isso. Somos como a maré, dias rebelde, dias tranquila, as vezes insistimos em avançar mais um pouquinho, e outros dias estamos arredios. Nada é igual pra sempre, nem nunca será. Mudamos do dia pra noite, de um mês para outro. Mudamos tanto que em um ano nem nos reconhecemos.
Somos puxados e empurrados, mudamos de opinião um milhão de vezes até colocar o ponto final. 
Estupido aquele que diz que controla o próprio futuro e mais estupido ainda quem acredita naquele tal do "para sempre". 
O mundo da voltas, o ponteiro do relógio não para, nossa mente não tem descanso. Dormimos aos prantos e acordamos sorrindo ou vice e versa. 
Então me responde uma coisa... Porque que mesmo sabendo de tudo isso, prometemos coisas que não iremos cumprir? E porque somos tão estúpidos para acreditar que essas promessas darão certo?
Não sabemos ao menos controlar o que sentimos, quanto mais nosso futuro.
Amanha posso não mais estar aqui, ou estar postando um texto feliz... Eu posso mudar, e acredite, você também.



- Sinto muito, mas você não pode controlar o seu futuro.


Nenhum comentário:

Postar um comentário