segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Não sei colocar o que estou sentindo no papel. Alias, nem sei ao certo o que estou sentindo.
Tudo dentro de mim está vago e confuso demais. Muitas coisas não estão se encaixando e eu estou cansada de procurar pelas peças certas. 
Minha vida está exatamente igual aqueles quebras-cabeças de 500 peças com paisagens, que compramos em qualquer supermercado ou loja de brinquedos, e eu estou me sentindo uma criança de 6 anos tentando inutilmente achar as peças que se encaixam corretamente.
O problema é que qualquer criança precisaria de ajuda para montar tudo, mas eu sou orgulhosa demais pra pedir a ajuda de alguém. Eu quero resolver sozinha, quero ser autossuficiente pra mim mesma pelo menos uma vez na vida, mesmo sabendo que nada irá se encaixar enquanto eu estiver só. 
Só existe uma pessoa que poderia me ajudar com tudo isso, pessoa essa que se mandou e deixou as peças espalhadas. 
Coração tem receio de pedir um novo ajudante... Afinal, ele nem terminou de arrumar a bagunça do ultimo "contratado". 


- K.S.

Nenhum comentário:

Postar um comentário