sexta-feira, 4 de outubro de 2013

"Talvez você nunca leia esse texto, ou talvez você leia daqui a alguns anos, mas definitivamente não irá lê-lo após eu terminar de escrever. Agora são exatamente 01h37 do dia 11 de novembro de 2012. Será bobo encontrar isso nos arquivos antigos do computador daqui alguns anos. Até mesmo porque nem sei se ainda estarei contigo. E se você estivesse lendo isso agora ia me achar idiota, porque você tem toda a certeza do mundo de que vamos durar para sempre. Quem sabe né? Já imaginou a gente entrando em casa e nossos filhos correndo na nossa direção pra nos abraçar? Eu com um jaleco branco, chegando em casa por volta das 20h de uma quinta feira, provavelmente com uma leve dor de cabeça, mau humorada e com muito sono, e você se jogando no sofá com as crianças no colo. Uma cena engraçada, ou melhor, uma imaginação engraçada, mas acho que um tanto real. Eu não sei por que, mas não consigo me imaginar abrindo a porta de casa e não vendo você com nossos filhos por perto, eu não me vejo entrando numa igreja vestida de noiva se você não for o cara que vai estar todo estiloso e bonitão no altar me esperando. Pode não parecer à coisa mais extraordinária o que eu vou te dizer agora, mas eu não me vejo não amando você. Sabe, eu estou morrendo de raiva de você agora e você nem sabe. Estávamos fazendo dois anos de namoro, e 2 minutos antes de dar meia noite você saiu pra ir dormir, sem nem ao menos escrever uma frase bonitinha pra comemorar, fiquei triste com isso, e fiquei com raiva por você ter mudado tanto, mas isso são assuntos para outros textos. Bom, além de você ter dado esse fora nessa data que pra mim é importante, estava a poucos minutos no facebook e vi uma menina adicionar você, bonita até, tem estilo, mas enfim, notei que o convite foi mandado por você, e que na feira cultural da escola ela estava toda gostosona vestida de Marilyn Monroe e para o meu azar e a sua sorte ela estava perto de você, confesso que me corroí de ciúmes, estou querendo matar um agora, acho que quando nos vermos eu vou me controlar pra não avançar no seu pescoço, estou com raiva, e morrendo de ciúmes, mas sabe qual o problema? Prometi pra mim mesma que iria ser a namorada seca, fria e que não se importa. Fui muito bem até agora, mas consegui explodir com os últimos acontecimentos. Mas se você está pensando que eu vou me entregar facilmente está errado. Mesmo odiando a sua atitude babaca, e morrendo de ciúmes eu vou me controlar e ser uma verdadeira dama fingindo que não me importo, mesmo que isso seja difícil pra mim. Agora... Mudando de assunto, você sabia que era pra você receber esse texto hoje? Era pra eu falar o quanto eu te amo, e quantas coisas a gente passou juntos, era pra você recebe-lo em uma carta, e também pelo facebook, pelo blog que fiz para você, pelo tumblr quem sabe. Era pra ele estar estampado em todas as nossas redes sociais, era para as pessoas estarem morrendo de inveja do amor de conto de fadas que todo mundo pensa que a gente vive, mas você não irá ler nenhuma dessas palavras, pelo menos não tão cedo. A um ano atrás quando nós ainda éramos bom em namorar e nos amar, escrevíamos textos e publicávamos para todos, mas esse ano será diferente. Assim como o nosso namoro mudou a regra do texto de comemoração também irá mudar. Porque eu sei que junto aos presentes que você disse que vai me dar não vai ter um envelope simples com uma carta dentro, eu sei que nas redes sociais não vou ler muita coisa sobre esse dia, então você também não receberá cartas, ou textos online. Não que eu não te ame mais, porque eu amo e amo muito, mas por tudo que aconteceu esse ano. Eu não mereço textos, você não merece textos, nosso segundo ano junto não foi bom. Brigamos, brigamos, brigamos, nos odiamos e brigamos mais um pouco, tudo foi absurdamente difícil e complicado, foi horrível. E não adianta vir com a sua positividade de dizer ‘mas pelo menos estávamos juntos e isso que importa’, porque não é verdade e você sabe disso. Te desejarei feliz 2 anos essa noite, nos meus pensamentos e sonhos, mas não direi isso pra você, você nunca irá saber o quão feliz me senti por estar com você durante esse tempo, quando nos vermos daqui à algumas horas você terá meu sorriso, e meu coração, mas não terá a verdade, porque estou feliz pela gente, e ao mesmo tempo não estou. Então, aqui no meu silencio eu lhe desejo feliz dois anos meu amor, que tudo melhore daqui pra frente pra nós dois. Eu amo você, hoje, amanha e para sempre, mesmo que o ‘para sempre’ não exista. Feliz 11 de novembro.

Beijos de sua eterna princesa..."







Nenhum comentário:

Postar um comentário