domingo, 21 de julho de 2013

Não apaguei da playlist nossas musicas ou as que me fazem lembrar você, porém não a ouço mais. Não apaguei nossas fotos, mas elas estão guardadas em uma pasta zipada em algum lugar no notebook que eu não entro. Não apaguei os textos e os emails, porém não os leio mais. Não joguei as cartas fora, elas continuam guardadas naquela caixinha dentro do guarda roupa e ontem tirei os ursinhos de dentro do armário. Meu criado mudo estava vazio e minha cama precisava de algo para ocupar o teu lugar. 
Eu vejo teu nome em todos os lugares possíveis, parece até perseguição. Encontro coisas suas perdidas pela casa o tempo todo. Aquele seu boné branco de NY está aqui na minha gaveta e eu estou usando aquela sua blusa preta de frio pra me aquecer nas noites frias. 
Posso não demonstrar sentir sua falta o tempo todo, mas eu sinto. Sinto falta quando abro os olhos pela manha, sinto falta dos sms, sinto falta na hora do almoço, sinto falta de ficar na cama com você de tarde vendo filme, sinto sua falta todos os dias as 17h. 
Esses dias me peguei no ultimo degrau da escada olhando para o portão e esperando você aparecer pra me dar tchau e jogar um beijo. É louco isso, eu sei, mas é apenas a minha mente dando sinais do quanto sinto sua falta e do quanto ainda preciso de você. 
Não apagarei ou jogarei o que tenho seu aqui, pelo contrario resgatarei tudo o que me lembra você e o que faz com que eu sinta você por perto. Vai que um dia você vem pegar essas coisas de volta e resolve me levar junto.

- Não apagarei você da minha vida, Karyne Santiago.

love.


Nenhum comentário:

Postar um comentário