sexta-feira, 12 de julho de 2013

Logo eu que sempre fui apaixonada por vilões. Logo eu que sempre achei que eles tinham mais graça que os mocinhos. Logo eu que sempre torci para os vilões das novelas e filmes, estou aqui tentando entender porque na novela chamada vida me deram um papel tão difícil.
As vezes me sinto no lugar da Carminha de "Av. Brasil". Cara de anjo e mente do demônio. E até que a Carminha era o tipo de vilã que eu venerava. Porém, ao contrario dela, eu não pratico o mal. 
Eu não trai, eu não menti, eu não matei, eu não roubei e fui colocada no pedestal como a pior pessoa dessa "novela"... Porque? Ainda estou tentando descobrir.
Passo o dia analisando cada ato, cada gesto, cada virgula dos textos pra saber onde eu errei e quando passei de "vitima" para "vilã".
Até agora, só me enxergo como a mocinha que está sendo incriminada pelo que não fez.
Como será o fim dessa novela, eu não sei. Mas vem tempestade por ai, e teremos enchentes muito em breve. Porém, muitas máscaras irão cair... É o que acontece no final das novelas, as pessoas se revelam... E essa novela aqui, está apenas nos primeiros capítulos. 

- A novela da vida real, Karyne Santiago.


Kerti - Polyvore

Nenhum comentário:

Postar um comentário