quarta-feira, 10 de julho de 2013

Aqui estou eu, de pé em meio aos destroços levantando a bandeira branca. 
Abaixem as armas queridos amigos, a guerra chegou ao fim. Voltemos a normalidade de cabeça erguida, recebam meus parabéns e as medalhas de ouro por terem lutado por mim, mas agora acabou. 
Não tem mais explosão, nem disputa de território. Chega! Já deu! Vamos aproveitar a calmaria. Viver em guerra não da certo. Destrói a gente. 
Então eu decreto o fim. Eu peço paz, imploro por ela. 
Ao exercito inimigo, os meus parabéns, e os sinceros pedidos de desculpas. Comecei a guerra sem me dar conta e coloquei a culpa em vocês. Pois bem... Desculpa pelo transtorno. 

- Bandeira branca, Karyne Santiago.

Nenhum comentário:

Postar um comentário