domingo, 2 de junho de 2013

Finalmente eu me sinto leve. Uma leveza que eu não sinto a dias me tomou por completo hoje. Finalmente eu me sinto em paz. O que era turbulência agora é calmaria. Estou confusa ainda, um pouco frágil, um tanto chorona, mas cada lagrima que cai é um peso a menos, cada palavra que me dizem é uma mão a mais me ajudando a levantar, cada olhar, cada sorriso é um aconchego, um quentinho no coração após tantos dias de frio intenso. Me sinto leve, tão leve que sou capaz de flutuar. Preenchida! Como se todo o mal tivesse ido embora. E agora eu acredito que esse preenchimento seja definitivo. Eu posso amar de novo, e esse amor é simples, é leve, é eterno, é confiável.

- Leve, Karyne Santiago.


Large

Nenhum comentário:

Postar um comentário