domingo, 9 de junho de 2013

Faz-me rir dessa tua ingenuidade tola, desse teu querer para que eu me importe. Faz-me rir das tuas criticas  que me soam desesperadas, dos teus risos falsos e palavras mentirosas. Faz-me rir da vida medíocre que você leva, da sua molecagem, do seu orgulho e do teu ego intacto. Faz-me rir dessa situação ridícula que impôs a si mesmo tentando atingir a mim. Faz-me rir dos corações que você usa para brincar - você é como aquelas crianças atentadas que adoram estragar brinquedos - Faz-me rir dos teus ataques... Apenas faz-me rir, porque enquanto você deseja que tudo que eu sinto seja inveja, eu não estou mexendo um palito que seja para interferir na tua falsa felicidade. 

- Faz-me rir, Karyne Santiago.

Large

Nenhum comentário:

Postar um comentário