terça-feira, 11 de junho de 2013

E numa conversa seria hoje eu me dei conta de como as coisas realmente acontecem. Estava falando sobre os meus últimos dias pra uma 'amiga', numa conversa aberta e leve. E dando boas risadas chegamos a um ponto em que eu precisava entender fazia um tempo. Sem motivo algum, algumas coisas chatas aconteceram nos últimos dias e apesar de ter me afetado pra um lado bom eu ainda estava sem entender. Pois bem, ela me explicou. Certas pessoas nos usam como um 'step'. Elas te deixam de lado, vivem a vida delas como se tudo estivesse bem, aproveitam. Mas fica esperando que você fique num canto, triste, isolado do mundo, esperando ansiosamente para que ela volte e te faça "se sentir bem" novamente. E quando isso não acontece, quando você resolve ser melhor, ser independente, mudar, ser feliz e aproveitar sozinho, causa revolta. Revolta essa que reflete nos ataques. Claro que isso foi baseado em hipóteses, até porque ninguém conhece o interior de ninguém. Mas se a gente parar pra pensar e analisar tem logica. Eu já fiz pessoas de step, provavelmente você também já tenha feito, talvez sem querer, mas fez e se não fez fará um dia. Ninguém está livre desse erro, aliás, ninguém está livre de erro algum.

- Não nasci pra ser step de ninguém, Karyne Santiago.

- | via Tumblr

Nenhum comentário:

Postar um comentário