quinta-feira, 20 de junho de 2013


Ando ocupada, atarefada com mil e uma coisas pra fazer, mas tive que parar um pouco pra escrever sobre essa situação ridícula imposta a mim com uma normalidade inexistente. Fique sabendo sobre a raiva que está sentindo de mim, o ódio que está ai dentro de você latejando por causa da minha simples existência e eu não entendo! Me disseram que foi porque algum gênio teve a pachorra de dizer algumas verdades pra alguém que você gosta muito, e você, inteligente como sempre deduziu que quem disse foi eu. Então vamos esclarecer essa sua ceninha. Primeiro... Não! Não fui eu! Eu tenho coisas muito mais importantes do que ficar cuidando da vida de gente que não me interessa. Não sei quem foi que disse, não faço nem ideia. Segunda questão, porque diabos você acha que tem o direito de ter um ódio mortal de mim? Me explica com muita paciência porque eu sinceramente não entendo! Eu fui traída, abandonada, enganada, levei nome de tudo quanto é chifruda na rua, sofri o pão que o diabo amassou quando você resolveu que não gostava mais de mim, senti um ódio mortal de você por 3 dias, e depois te tratei normalmente. Lembra? “Quase três anos não podem ser jogados fora assim, vamos ser amigos.” Eu não deveria nem olhar na sua cara, eu deveria estar com esse ódio mortal, com vontade de te estrangular até a morte. A vítima da palhaçada toda que você aprontou sem necessidade fui eu! E você que fica com raiva de mim sem motivos? Pelo amor de Deus, tenha um mínimo de bom senso.  E sim, sem motivos! Porque eu já disse que eu não me intrometo na vida de gente que não me interessa, e quando eu aceitei falar com você normalmente depois de tudo eu aceitei de coração aberto. Pra começar, se fosse eu, daria a cara tapa. Não devo nada a ninguém. E mesmo se tivesse sido, você acha que poderia me odiar assim porque supostamente EU disse sei lá o que pra uma pessoa importante pra você? Depois de tudo que você fez pra mim? Acha mesmo que quem tem que ficar com raiva é você? Poupe-me da sua infantilidade. Desça alguns degraus querido, porque quem quer chegar ao topo a qualquer custo uma hora acaba caindo, e quanto mais alto você estiver, mais feio será o tombo. Quer me odiar? Me odeie o quanto você quiser, eu não me importo, porque sei que é um ódio sem o menor dos motivos. Só não ache que está por cima, porque a linha entre o amor e o ódio é tênue, e mesmo você já tendo feito a diferença na minha vida, hoje o que vem de você não me atinge em nada.

- Esclarecendo, Karyne Santiago.

sunglasses - Wheretoget

Obs: Esse "texto" não foi feito com intenção de agredir ninguém, foi apenas um desabafo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário