domingo, 5 de fevereiro de 2012

Todos os dias quando a noite cai eu me entristeço. O dia pode ter sido maravilhoso, mas ao final da noite a tristeza chega de mansinho, como quem não quer nada e faz meu mundo desabar. As vezes isso acontece naturalmente, mas muitas vezes é por causa do que algumas pessoas dizem. Hoje é um exemplo tudo estava bem, tranquilo, tudo na ordem. E eu estava feliz, até me perguntarem "porque vai se noivar agora?", eu nem sei qual foi a minha reação. Só sei que foi como se eu tivesse recebido uma marretada no coração e pela milésima vez ele estivesse se quebrando. Minha boca balbuciou palavras que eu nem me lembro, mas enfim eu respondi um "porque sim". Teimaram em me machucar dizendo "você está muito nova e é muito bonita pra se noivar agora, imagine se Deus o livre não da certo e vocês terminam, as pessoas iriam te chamar de encalhada". E com mais essa marretada o coração se estraçalhou. Novamente balbuciei, só que agora com um pouco mais de coragem "eu não me importo com o que as pessoas vão dizer, se um dia acabar, não poderei fazer nada, não quero ser uma prostituta e transar com um homem por noite". A conversa continuou, e a pessoa insistiu dizendo que homens não prestam, que não vale a pena, que eu poderia achar alguém melhor, alguém que me desse milhões de presentes e me levasse pra sair sempre. Foi nesse momento que o meu coração parou de bater. Eu não quero nem nunca quis milhões de presentes e saídas, nunca me importei com isso, dou mais valor aos sentimentos, dinheiro apesar de ser importante não é tudo. Mas acho que não foi isso que me abalou. Não foi isso que fez meu coração parar, mas sim os trilhões de pensamentos em que diziam "pode acabar um dia". Eu estou aqui no quarto trancada, a TV está ligada, mas eu não ouço absolutamente nada. A janela do MSN pisca, o calor faz as gotas de suor escorrerem pela minha face se misturando com as tantas lágrimas que agora caem. É muito ruim sofrer por antecedência sabia? É ruim sofrer o que você nem ao menos tem certeza de que vai acontecer. Eu não queria estar assim, porém os pensamentos rodeiam minha cabeça... "E se acabar?". A minha resposta nesse momento é "se acabar será o meu fim também, porque eu não vivo sem essa tal pessoa". Eu estou confusa. O sofrimento e a dor de um coração estraçalhado e que parou de bater é tanto que me faz pensar em desistir agora, nesse exato momento. Pois já que eu sofrerei no futuro, posso começar a sofrer de agora não posso? Pra falar a verdade nem eu mesma sei. Só sei que dói. Apenas dói.








X_9c5054bd_large

Nenhum comentário:

Postar um comentário